quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Amor e Dor

Sim, eu amo loucamente meu Caio.
Sim, eu agradeço cada dia por ele estar vivo.
Sim, ele tem qualidades maravilhosas, é lindo, sorridente, amoroso.
Sim, eu viveria tudo outra vez para tê-lo comigo.

Sim, eu tenho fé, mas também tenho medo.
Não, eu não me arrependo de nada do que vivemos até hoje, das nossas escolhas, das nossas crenças.

Sim, me dói que ele tente sentar sozinho e andar e não consiga.
Sim, me dói cada vez que vejo a cicatriz da cirurgia em seu abdômen, ou sinto o dreno atravessando seu corpo.
Sim, eu choro quando vejo a vergonha ou o preconceito estampado em olhares curiosos.
Sim, eu detesto quando me perguntam na rua: “Ele é doentinho?”, “Ele tem problema?”.
Sim, eu odeio pensar que ele quer falar, quer interagir e está aprisionado num corpo que não responde às suas vontades.
Sim, eu tenho inveja de bebês sadios e de todas as situações corriqueiras que não vivemos no nascimento, aos 2 meses, 6 meses, 1 ano, hoje.

Sim, eu odeio ser cliente fixa da farmácia, dos anticonvulsivantes, “sócia” do pronto atendimento, íntima das atendentes do plano de saúde.
Sim, eu quis morrer porque fiz a carteira de passe livre para transporte público onde se lê “PESSOA PORTADORA DE DEFICIÊNCIA”.
Não, eu não me orgulho da nossa agenda, de onde nunca saem os compromissos com fisioterapeuta, neurologista, eletroencéfalogramas de controle, tomografias do encéfalo.

Sim, dói todo dia e eu não consigo esquecer.
Sim, eu amo apesar de, acima de tudo, mais que tudo.

Alguém já disse uma vez, sabiamente: o amor é uma dor.
E eu sei disso.

12 comentários:

Simoni (LV) disse...

Minha linda, minha florzinha...
Vc é uma espécie de anjo que veio do céu pra nos ensinar o quanto somos pobres de coração e espírito é? Danadinha... cada post seu é um aprendizado pra mim. Me faz ver o quanto preciso crescer e evoluir.
Percebe-se o seu amor pelo Caio até nas vírgulas... Acho lindo o seu amor por eles.
Vc é uma mulher linda!! Brilhante, resplandescente...
Te admiro muito!!

Lili disse...

Dinha, você expressa de maneira sublime o sentimento maternal.

Te adoro, admiro e torço para seu guerreiro lindo vencer todas as batalhas.

Beijos

disse...

Dinha, o amor é uma dor, mas tenho certeza que um dia toda essa dor vai passar e todos (quase todos) esse momentos que vc disse que dói, logo se transformará só em alegrias, como você não tenho a mínima dúvida disso viu. Beijos no coração de todos vocês.

Fernanda,Nathália e Guilherme disse...

Dinha,
Tenho uma admiração muito grande por vc e saiba que tenho orado muito por vc e por sua linda família.
Obrigada por me deixar fazer parte do seu círculo de amizadas.
Beijos e fiquem com Deus.

Jana disse...

TE AMO MUITO !!!!
BJO

Andréa disse...

Olá, Dinha!

Querida, sim, querida! Você não me conhece mas eu a conheço do LV (sou voyer, rsrsr) e também aqui da sua casinha.
Torço demais por você e pelo Caio, que acho muito lindo (acho parecido com o meu filho mais novo). Contei a história dos meus partos lá no LV hoje, mas acho que você já tinha saído. Aproveita e vai lá para dar uma olhada, é um pretexto para você voltar, já que estão todas lamentando muito a sua retirada. Brincadeira, volte só quando quiser.
Bom, quero terminar dizendo que você tem toda a minha admiração, e acho que você deve, sim, se orgulhar da agenda de vocês, pois ela mostra que você está fazendo todo o possível para garantir a integridade da saúde do pequeno Caio.
Um grande beijo.

Cacá disse...

Dinha, me comovi com suas palavras.
Sinto que sou tão pequena, nem sei o que comentar.
Mas quero que saiba que vc e o guerreiro Caio estão constantemente em minhas orações.
Um grande beijo com carinho.

DeBH disse...

Dinha,
não sei falar bonito não, muito menos escrever bonito.Aliás me faltam palavras no momento!Mas só peço pra vc não sumir lá do LV não!
Respeito seu tempo, mas espero que ele seja bem rapidinho!
Bjos, DeBH

disse...

Dinha,
Que post lindo! Eu acharia bem estranhoa se esses sentimentos ambíguos não existissem. Amá-lo sem dúvida, pela criança e filho lindo que é, mas sofrer com suas dificuldades...Te adoro demais, viu?

Nat & Cia disse...

Dinha, "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é". Apesar de toda as dores, percebemos que vc consegue enxergar a delícia e a benção que é sua família.
Beijos, querida, admiro e amo você.

Adriana disse...

Dinha, eu choro pq me vejo em cada vírgula aqui.
Eu choro pq apesar de fazer tudo o q está ao meu alcance sei q nunca será o suficiente.
Eu choro tb pq seu texto é muito lindo!!!!
Sei que meu João é muito feliz e às vezes isso é o que me basta.

Fiquem bem!

Claudia disse...

Dinha, sabe aqueles momentos em que a gente não sabe o que
dizer, esse é um deles. Mas te dou de coração, minha solidariedade, minha fé, meu amor e carinho. Pode ter certeza de que estou te dando tudo isso. Pra vc e pro Caio. Beijos