terça-feira, 17 de julho de 2007

Eu firmei um contrato com Deus

Eu não faço psicoterapia. Faço terapia reencarnacionista. Porque é assim que encontro as respostas que procuro. Porque acredito que é ao tratar as dores e traumas da alma, fio condutor de tudo, que equilibro minha mente, energizo meu corpo. E na última sessão, tive uma experiência muito forte, que tem me acompanhado desde então.

Eu amo o Caio. Mas sofro por nosso cotidiano às vezes ser tão difícil, dolorido, trabalhoso. E sempre que reafirmo este amor, lembro de quando soube da meningite e dos riscos; pedi aos médicos, e especialmente à Deus, meu filho vivo de qualquer maneira. Minha mãe me conta que ela orou muito para que o Caio sobrevivesse, mas que entregou nas mãos de Deus, porque não queria ele vegetativo.

Então eu lembrei claramente do dia em que o pediatra da UTI Neonatal veio me falar que ele estava com meningite, que era grave e que, se ele sobrevivesse, poderia ficar com inúmeras seqüelas. Enquanto o médico falava, eu vi à minha frente as mais diversas imagens de um menino já grande – com 5, 8, 12 anos... em situações muito difíceis...com sonda, entubado, deformado, enfim. Eu não imaginei, eu vi mesmo! Olhei firme para o doutor e perguntei:

- Ele pode morrer?
- Pode. Temos boas chances de salvá-lo mas é bem provável que ele fique com seqüelas...
- Vamos combinar uma coisa – disse eu. Vocês salvam meu filho, me entregam ele vivo. Das seqüelas, eu dou conta depois.

Minha terapeuta me fez ver que ali, naquele instante, eu assinei um contrato com Deus. Ele me mostrou as possibilidades, as piores perspectivas. Leu em voz alta aquelas letrinhas miúdas nas quais a gente põe a culpa quando se dá conta que fez a escolha errada.

Eu poderia, ainda que inconscientemente, dizer: Senhor, é um fardo muito pesado para mim, não poderei com ele.
Mas não, o que eu disse foi: Sim, eu aceito. Eu quero trilhar este caminho, por mais árduo que ele seja.

Este é o famoso livre arbítrio. Deus não impõe nada. Nós temos as escolhas, embora na grande maioria das vezes elas não nos pareçam conscientes.

Deus foi maravilhoso comigo. Me deu a oportunidade clara e inequívoca de escolher. E, ao fazer minha escolha, Ele me abençoou ainda mais. Porque realizou meu desejo de ter meu filho nos braços e por me dá-lo em condições infinitamente melhores do que vislumbrei.

Essa (re)descoberta de que Deus e eu combinamos tudo, foi muito importante. Tem me aliviado o coração todos os dias, quando penso que vou fraquejar.

Eu quis esta missão maravilhosa de ser a mãe do meu Caio. Eu aceitei os desafios, ciente de que eles não seriam poucos nem pequenos. Como me disse uma vez a Greice, uma adorável e sábia amiga, eu pedi apenas uma chance. Deus me dá várias, todos os dias. O mínimo que posso fazer é agradecer sempre. E seguir lutando com o mesmo amor, coragem e fé com os quais compactuei com Deus naquele dia.

15 comentários:

Nat & Cia disse...

Dinha, me emocionei muuito com seu post, tudo o que vc escreveu mostra a mulher forte e abençoada que és. Com certeza, Deus lhe entregou o Caio pq sabia que vc seria a mãe batalhadora e carinhosa que ele merece!!
Parabéns, você é minha musa!
Beijos.

disse...

Dinha, nem sei o que falar, só posso te dizer uma palavra... OBRIGADA!!!!!
Depois do papo lá no lv, fui desanimando, desanimando, quase caí de tanto desânimo, aí venho aqui ler o seu post e agora já levantei, não estou suuuuuuper animada, mas pode ter certeza que você me ajudou muitíssimo hoje, mais uma vez obrigada e parabéns por ter feito essa escolha, a prova de que foi a escolha certa é o Caio, lindo e forte aí ao seu lado.
Beijos

Dê disse...

Dinha: acho que só pessoas especiais conseguem ter consciência das tais escolhas que você falou. E você certamente é uma delas! Bjs

karina disse...

Dinha, você é muito LINDA... tenho tanto orgulho de você.... que merece cada alegria, cada felicidade que seus filhos te dão... não sei, realmente, o que escrever, nada descreve o que eu senti lendo seu post. Você é capaz de mostrar o que significa ser mãe.

Leticia disse...

Dinha, claro que chorei, né? Vou até escrever sobre isso lá no meu blog, com um assunto que me angustia muito.

Bárbara (motherns) disse...

Dinha, acho que vc fez a escolha mais que certa. E Deus está vendo esse seu amor incondicional ao Caio e vai te recompesar.
E eu só tenho a te agradecer por me dar um sobrinho lindo, cheio de vida, guerreiro e que me ensina todos os dias que a vida vale a pena.
Obrigada, mil vezes obrigada.
Te amo! e amo toda sua família.

Fabiana disse...

Dinha
eu fiz alguns meses da mesma terapia que você está fazendo e sinto muita falta, por não poder continuar. Mas a clareza de algumas coisas que você tem, demonstra a pessoa sensível que você é, todos temos uma missão e a escolhemos previamente, porém o Dom do esquecimento, pode às vezes nos levar por caminhos contrários. O amor que pelo pouco que lhe conheço passou a ser ou sempre foi a premissa de sua vida, faz com que consiga enxergar adiante e tomar as atitudes que supostamente combinou. Que bom para o Caio e para as pessoas que lhe rodeiam encontrar um espirito em evolução decidida realmente a evoluir. Todos nós temos condição, mas muitas vezes somos levados por pensamentos e atitudes contraditórias. Fico muito feliz em poder aprender um pouquinho com você.

Greice disse...

Dinha, apesar da minha cabecinha complicada, algumas coisas pra mim parecem claras. E essa sua missão com o Caio sempre me pareceu super 'transparente' desde o 1o dia que entrei no seu blog, e vc estava voltando a trabalhar, numa fase super difícil também de deixar seu guerrerinho depois de se dedicar exclusivamente a ele por tanto tempo... lembro que eu lia, e lia, e chorava e sentia sua estória bater bem no coração. E desde aquele dia (em que eu grudei em vcs e não solto mais) eu tenho certeza que você escolheu sua missão, e Deus só aceitou sua escolha porque sabia que seria de muita dor, muitos questionamentos, mas Ele sabia que você daria conta, que seus principezinhos seriam felizes com você, e que o crescimento espiritual de vocês seria imensamente superior às provações. E pra mim, você já provou que ELE nunca erra.
beijos, te amo, amo sua família e continuo rezando pra que cada dia mais você tenha as alegrias que merece.

Flávia disse...

Dinha, vc me emocionou mais uma vez compartilhando essa linda escolha que foi a de ter o guerreiro Caio ao seu lado. Um grande beijo!

Chris, mãe da Ciça disse...

Dinha, linda, em reposta ao seu e-mail, você não tem nada a agadecer, viu? Dia a dia, eu aprendo tanta coisa com você e as meninas, que é um enorme prazer ao menos tentar ajudar (se funcionar, melhor ainda, claro!)
Como kardecista praticante, eu aprendí a acreditar que tudo aquilo que semeamos, um dia iremos colher. É uma das certezas da vida. Pode ser que este dia da colheita demore muuuito, algumas vidas, até, mas sempre chega. Acho que você está colhendo todo o amor, carinho, força, garra e a amizade que você tem semeado entre seus amigos (e, nossa, AMO ser parte deste grupo!).
Beijos enormes, e mais uma vez, estou aqui emocionada com um post teu!
Beijos, beijos, beijos,
Chris

rose disse...

Dinha, só agora consegui comentar este post com calma. Fiquei tão emocionada, que não conseguia encontrar palavras pra dizer o que senti. Na verdade ainda não encontrei, mas preciso te dizer o quanto te admiro, por ter feito essa escolha, mas principalmente por ter assumido tão lindamente essa missão que escolheste para ti mesma.
O Caio é o menino feliz que é por ter uma mãe tão especial como você. Te admiro cada dia mais.
Muitos beijos

Alessandra disse...

Dinha, como sempre adorei e me emocionei com o teu post. Que Deus continua te carregando nos braços sempre que você se sentir fraca, pois você é a mulher mais incrivel que conheço. Eu tambem amo seu Caio !
Beijos

Isabella disse...

Dinha, não vou dizer nada. Apenas que te adoro, te admiro imensamente. Um beijo muuuito carinhoso, minha querida.

Kathia disse...

Dinha,peca a seu Deus que me transfira um pouco de sua fé.Ja não me sobra quase nada e eu tenho uma saudade danada Dele.Beijos e saudades

Dani Ela disse...

Sem palavras para um comentário a altura da tua postagem... Apenas admiração e amor!!! Um beijo no <3 !