segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

Eu não fui à praia

Esse final de semana foi feriadão em quase todo o Brasil. Aqui também. Daí que eu tinha convites pra ir à praia, mas não me empolguei muito. Deu preguiça ao pensar em toda a tralha que ainda tenho que carregar em função das crianças, o fazer e desfazer malas. No final das contas, minha escolha se mostrou muito acertada.

● A cidade ficou vazia e, com toda a calma do mundo, pude comprar bem tranqüilamente o material escolar do Yuri.
● Meus dois filhotes colaboraram horrores e pude dormir todos os dias até depois das 9h30 da manhã (o que não acontecia há pelo menos dois meses).
● Fiz sorvetes, brincamos bastante na piscina e não sentimos falta da areia.
● Pude cochilar no meio da tarde, deixar a cama desarrumada o dia inteiro, assistir filme enquanto a louça esperava sem pressa na pia.
● Ganhei doses e mais doses de beijos e risadas.

Pra mim foi o feriado ideal, sem stress, sem compromisso, sem disputa de espaço. Dele, tirei duas conclusões:
1. Acho que estou ficando velha, mais coruja em meu ninho, menos baladeira.
2. Eu preciso de muito pouco para ser feliz.

9 comentários:

ilyliuxin disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Grilinha disse...

Como te entendo...dá uma preguiça...e serve para recuperar energias. Acho importante esses momentos de descontracção tb. Descontrair, viver com mais calma, é importante. De stressante já basta a vida diária, né? Um beijão

Flávia disse...

Te entendo perfeitamente, Dinha. Isto tem acontecido comigo frequentemente: dá aquela preguiça de arrumar tanta coisa, sair perigando me estressar...e geralmente acabo ficando em casa!
Beijocas.

Bárbara (motherns) disse...

Na verdade pra gente ser feliz basta estarmos do lado de quem a gente ama, né não?!
Beijocas e que Iemanjá e Nsa. Sra. dos Navegantes traga muitas alegrias pra vc e seus homens!

Roseh disse...

Dinha, pra ser feliz a gente precisa de duas coisas: saúde e amor. Tendo isso o resto tudo se ajeita e com certeza você tem os dois em casa, por isso é mais fácil se sentir feliz nas pequenas coisas. Beijos querida.

Chris, mãe da Cecília disse...

Ai, Dinha, concordo com a Rose! O resto, é consequência!

Beijos grandes

Denise SP disse...

Dinha:
Seus textos são sempre tão sensíveis. Concordo plenamente com vc. É uma delícia viajar, mas é tão bom ficar em casa fazendo nada e ganhando carinho dos filhotes!
Bjs

Leticia - PoA disse...

Dinha, se eu estivsse escrito este post não teria muito o que mudar, pois pensei a mesma coisa antes de ir pra praia e optei em ficar em casa pelos mesmos motivos!
Ficamos em casa, muita piscina. brincadeira,muito carinho, aconchego e beijinhos gostosos! E ainda pra fechr com chave de ouro a visitinha relampago de vocês!
Bjs

Jef. disse...

E se Deus assim deixar, ficaremos cada vez mais velhos e seletivos.
Beijos.