sábado, 27 de dezembro de 2008

Pondo na lixeira

Eu acredito demais em energia.
E que elas são troca, precisam se reciclar.
Por isso, às vésperas de um novo ano que chega, é preciso abrir espaço para o novo.
Seguindo esta filosofia, doei roupas e brinquedos das crianças.
Esvaziei armários e me livrei de roupas, objetos pessoais, utensílios domésticos sem mais utilidades...
E nessa linha, quero também me livrar de alguns sentimentos, deixar eles no passado, aqui, fechadinhos em 2008:

* Cobrança de amor
Sim, eu ainda faço. No meu íntimo, cobro o amor que julgo que deveria ser natural e que não acontece. Mas 2008 me deu ótimos motivos e pessoas pra me mostrar que o amor verdadeiro pode vir de qualquer lugar mesmo. E, às vezes, quanto de mais longe ele vem, mais forte e sincero ele é.

* Arestas com minha mãe
2008 foi o ano de nossa grande parceira. Mas ainda somos mãe e filha com uma história singular e as diferenças volta e meia estão na mesa. Elas já diminuíram bastante. Realista, acredito que nunca serão simplesmente zeradas. Mas que a gente continue a caminhada para que elas tenham cada vez mais o devido tamanho e importância, ou seja, pequeníssimas diante de algo maior que seja nossa própria relação

* Excesso de auto-crítica
Eu sempre fui minha juíza mais severa. Em 2008 me permiti alguns momentos de menos perfeccionismo, finalmente aceitando que sou simplesmente humana. Torço mesmo que em 2009 eu possa aprender cada vez mais que tenho direito de enfraquecer mesmo quando sou forte.

* Viver com medo
Que vida de mãe é ter sempre o coração na mão, a gente sabe. Mas que os sustos sejam menores e/ou mais escassos em 2009 e eu possa aprender cada vez mais a lidar da maneira certa com aquilo que afinal faz parte da nossa realidade. E tendo sempre a confiança ao meu lado.

* Conhecimento técnico
Apesar da realidade citada acima, que eu não precise continuar me aprofundando em temas relacionados a refluxo, glaucoma, sintomas, epilepsia, asma, síndromes. Que meu grande estudo seja o estímulo, o amor, a inclusão.

2 comentários:

Maira disse...

Que todas as suas metas, desejos sejão cumpridas em 2009...Feliz Ano Nova pra vc. e toda a sua linda família.

Shirley Rezende disse...

Dinha, achei seu blog por acaso e ja me tornei sua fã. Seus textos são lindos. Fico impressionada com a leveza, clareza e objetividade da descrição dos seus sentimentos. Você consegue expressar coisas que sentimos e nao sabemos como fazê-las compreensíveis. Desejo que 2009 seja um ano de grandes alegrias e vitorias para voce, Caio e Yuri.

Um grande abraço a todos.