sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

A terapia do amor*

Um dia desses conversava pelo MSN com uma amiga pra lá de especial. E comentei com ela o quanto me sinto diminuída às vezes, ao confrontar minha realidade com a de outras mães de crianças com PC. O tratamento do Caio é restrito meramente à fisioterapia motora (ele fazia fisioterapia respiratória também, mas teve alta clínica), ao uso da medicação anticonvulsivante e a exercícios de estimulação em nível global – envolvendo postura, coordenação motora, audição, visão e fonoaudiologia – propostos pela pediatra, neurologista e fisioterapeuta dele. Ou seja, elas nos ensinam alguns exercícios ou brincadeiras pra fazer em casa e nós nos esforçamos para repetir. Mas é tudo feito de um modo bem empírico, quase instintivo.

Comentei com minha amiga que me dói e me culpo por não ter recursos para oferecer a ele mais terapias, como a fono, hidro e equoterapia. Algumas amigas minhas ainda fazem acupuntura, sessões de reiki e inúmeras outras terapias auxiliares com seus filhos. Penso que o Caio está tendo (lembro sempre, APESAR da minha eterna ansiedade) um ótimo desenvolvimento em relação a tudo o que seu pequeno cérebro já sofreu – anóxia, meningite, hidrocefalia. Lembro que transformamos um cérebro 80% lesionado num cérebro com 95% da área preenchida por neurônios sadios e perfeitos, prontos a aprender. E me questiono se o resultado não poderia ser uma melhora ainda maior, com respostas ainda mais efetivas do meu pequeno, se tivéssemos acesso a outros tipos de tratamento. Mas esta minha doce amiga me reconforta ao lembrar que nossa família disponibiliza ao Caio, com grande riqueza, uma terapia fabulosa: a do amor incondicional.

E aí sempre relembro de quando o prognóstico era absolutamente sombrio. Quando não havia futuro a se esperar. E quando meu amor gritou: eu não aceito! Ainda que soe arrogante da minha parte sempre tive consciência que meu amor resgatou meu Caio mais de uma vez, para compartilhar comigo esta encarnação. Então tento absorver as palavras da minha querida e realmente acreditar que os progressos alcançados por meu filho, a grande maioria deles considerada impossível por muitos médicos, se deve sim à terapia do amor, que lhe ofertamos todos os dias, de maneira intensa e completa.


Sob essa ótica, é com grande alegria que vejo suas mãozinhas cada vez menos contraídas, pouco a pouco mais coordenadas para pegar e manter seguro o objeto de desejo. É cheia de esperança que percebo seu olhar cada vez mais direcionado às pessoas, aos desenhos, à vida. E aplaudo incessantemente cada vontade dele de sentar, levantar. E me soa como maviosa sinfonia cada sílaba, cada risada sonora. Meu filho vive e é feliz, abençoado seja!

Em nome deste amor, quero mais. Estamos lutando arduamente para que o Caio tenha direito a todos os tratamentos possíveis. Para que meu filho siga florescendo lindamente para a vida, sempre regado pelo amor, este agente transformador de tudo.

A quem passar por aqui peço uma prece, uma vibração positiva, um pensamento carinhoso. Para que a caminhada siga firme rumo a seu propósito. Assim seja!

* Para minha querida Dê.

15 comentários:

Vida de Mãe disse...

Todas as ondas do mundo ativadas pra esse pequeno que é tão guerreiro... Amor... Vcs dão tudo o que muitas crianças querem e não tem... Amor, sem ele nada se é... Não se vive, não sobrevive... Em nome do amor que temos por ele... Um abraço mais que apertado em vcs... Que a vida siga, cada dia melhor e mais esperançosa...
Beijos...
Amo seus textos...

Bianca disse...

Dinha, amada... Tem coisas na vida que nada paga...Dinheiro, recurso nenhum no mundo... Entre elas, o Caito ter uma familia tão amorosa e uma mãe tão especial!!! Te amo muito!
beijos
Bibi

rose disse...

Dinha, a melhor terapia do mundo é de graça, e você sabe disso!
Te amo, torço por você, sempre!
Beijos mil!

Leticia disse...

Dinha, o Caio tem tudo de melhor nessa vida. E vocês vão conseguir tudo o que querem para ele, precisando ou não, vocês querem e ele vai ter. Deus é pai!
Beijos e minhas orações estão sempre com ele.

Jana disse...

Dinha, linda do meu coração, AMO muito vc e sua família, e, Caíto tem uma sorte danada de ter uma família como a dele, tão amorosa.
Bjos

disse...

Ai, Dinha, que post lindo! Que bom que aquela conversa te confortou de alguma forma. Mas é bem isso que eu penso. Seu amor, sua fé e o jeito como a sua família efetivamente exerce a palavra inclusão devem ter grande peso no desenvolvimento do Caio. Jamais menosprezaria estas terapias e diariamente lanço vibrações para que consigamos recursos para todas elas, mas tenho certeza, que o principal o Caio já tem: um ambiente que o acolhe, que o ama verdadeiramente e que o inclui. Bj grande a você, ao Yuri, ao Sandro e a sua mãe. Te amo!

Dani Paulino disse...

Dinha amada, te amo e te admiro muito, pela forma como trata o Caio, o Yuri, pelo amor q tem pela tua família. Com certeza o Caio já tem o que mais precisa e com a força e o amor dessa família linda com certeza vai cada dia mais longe. Com certeza Deus ilumina e vai continuar iluminando todos vcs. Grande bjo.

Dri&Mari disse...

Dinha querida, acho que serei meio repetitiva, mas a melhor e maior terapia do mundo vc já dá de sobra: AMOR!!

Vcs estão sempre em minhas orações e sempre me lembro da mãe maravilhosa, corajosa e guerreira que vc é. Deus está com vcs e pense sempre positivo que tudo tudo tudo dará certo.

O SEGREDO É VOCÊ."SIGA A SUA ALEGRIA E O UNIVERSO ABRIRÁ PORTAS PARA VOCÊ ONDE ANTES SÓ HAVIA PAREDES."

Um beijo carinhoso, Dri!

Chris disse...

Dinha, a melhor terapia que o Caíto poderia ter, já tem, que é o amor incondicional da família! Acho que ninguém jamais irá esquecer o Yuri dia desses dizendo que o irmão é feliz à maneira dele - e isso, querida, com certeza é resultado do seu amor por esta família linda!
Beijos gigânticos e excelente Carnaval para vocês

Márcia Gomes (POA) disse...

Dinha, que bom que a Dê te disse isso porque é uma grande verdade. Tu és muito especial, a tua família é maravilhosa e o Caio é uma criatura iluminada, quem já esteve com ele no colo não duvida disso em nenhum momento.
Muitos beijos

Cacá disse...

Assim seja!!
Pode ter certeza que tem anjinhos dizendo amém para esse teu desejo. :)
Um beijo cheio de carinho.

Bárbara (motherns) disse...

Que post lindo!! E a Dê, pra variar, está coberta de razão!!
Beijos

Grilinha disse...

Bem amiga, eu acrescentaria mais uma coisa muito importante ao amor de mãe - a benção de Deus.
Com os dois juntos, bem podes dispensar todo o trabalho. Eu tenho proporcionado tudo,incluindo o amor incondicional, mas às vezes parece que faltou alguma coisa a ajudar. Agora estamos numa fase um pouquinho melhor e já se notam grandes diferenças. Oxalá continuemos assim...e fica tranquila. A melhor das terapias e mesmo a que te amiga falou...a outra é a graça de Deus nas vossas vidas. Um beijo

Claudia disse...

Dinha, é claro que existem coisas que o dinheiro paga, mas o amor é o bem mais caro e nem todos podem oferecer. E o seu, imenso do jeito que é, incondicional como só vc pode oeferecer, cura tudo. Aliás, cura não, faz milagres!

Dani Ela disse...

Querida!!!!
A terapia do amor é a mais rica...
SEMPRE!!!
Capaz de curas inimagináveis e inquestionáveis!!! Caio é feliz e amado!!!!
Caio está VIVO!!! Quer benção maior?