terça-feira, 7 de novembro de 2006

Orkut, ame-o ou deixe-o

Como tudo o mais ligado à tecnologia, eu fui resistente ao Orkut. Demorei a aceitar um convite, custei a fazer meu perfil. Mas, logo em seguida, eu me apaixonei por ele.

Através dele, refiz o contato com amigos que me foram muito queridos em outras épocas da minha vida. E os reencontros foram além do virtual, promovendo divertidos churrascos, visitas, etc. Rapidamente eu estava trocando fotos e emails com ex-colegas de primeiro e segundo grau (parênteses: sou velha mesmo, hoje em dia essas mesmas etapas da escola são chamadas de ensino fundamental e médio!) que estão morando em extremos do Brasil e do mundo! Eu achei tudo bárbaro, me rendi à ele.

Depois, quando o Caio nasceu, o Orkut foi mais um meio a me trazer alento, carinho e informação. Comecei a participar de comunidades sobre as doenças que ele teve e “conheci” pessoas maravilhosas, que tinham passado por problemas semelhantes e me compartilhavam suas experiências. Quanta generosidade na rede.

No entanto, ultimamente, não foram poucos os casos que soube de perfis clonados, falsas mensagens enviadas aos amigos de determinado membro. Duas amigas virtuais retiraram o perfil de seus filhos depois que receberam emails com montagens grotescas das fotos das crianças em sugestivas situações sexuais. Uma ex-colega de faculdade terminou um casamento de 3 anos devido à intrigas provocadas pela rede de relacionamento – tudo bem, podemos argumentar que talvez o casamento não estivesse tão sólido, mas eu pergunto: para que correr estes riscos?

Quero ter a fé de que meus amigos e amigas do Orkut sabem que eu jamais seria capaz de enviar mensagens grotescas, obscenas, agressivas. Tenho meu modo particular de expressar minhas opiniões, mas mantenho o nível. As pessoas que realmente me são importantes sabem que eu seria incapaz de publicar qualquer foto com situação pornográfica ou (muito pior) pedófila. Mas, aí novamente, eu pergunto: vale a pena correr o risco? É preciso dar a cara a tapa desse jeito?

Estou com medo, confesso. Não quero ver meus filhos expostos em situações constrangedoras. Sei que isso também é possível através do blog, mas o alcance do Orkut (ou sua notoriedade) é infinitamente maior. E não posso deixar de lamentar a “pequenez” da alma humana, capaz de distorcer invenções que poderiam somente ser utilizadas para o bem de todos.

Construí uma linda rede de relacionamento fora do Orkut, através do LV do Mothern, e acho que daí tenho tirado proveito de excelentes frutos. A amizade que a geografia não impede, os conselhos, as dicas, o aprendizado. Como já reafirmei algumas vezes, isso sim é real.
De resto, continuarei a fazer minhas pesquisas e leituras pela internet.
Agora, quanto ao Orkut, eu já o amei muito, mas estou pensando seriamente em deixá-lo.

11 comentários:

Isabella disse...

Pois é, Dinha... eu nunca fui das mais frequentes no orkut, apesar de gostar muito. Mas tenho ouvido cada coisa também que ando me desanimando com ele. Também estava com muita saudade de você e fico muito feliz que, apesar das adversidades, vocês estejam se ajeitando. Beijo.

Marcinha disse...

Senti sua falta no LV...
Nunca fui muito fã do orkut.Meu marido também não gosta e fizemos um pacto de que não iríamos participar.Depois fiquei sabendo de casos de pedofilia,prostituição infantil e até comunidades que incentivam o suicídio.Não tenho nada contra quem frequenta,e acho lamentável que pessoas utilizem um meio tão legal de comunicação que é a internet pra coisas baixas e ruins.Prefiro não arriscar.
Beijokas!Pra vc e os filhotes!

Claudia Medeiros disse...

Dinha, não sou de frequentar o orkut e tive que enfrentar a raiva da minha filha, que acha aquele espaço muito legal e que deveria ser mesmo, mas como o ser humano ultimamente parece ter perdido o rumo, é melhor ficarmos fora disso tudo. Tô com você, o LV é o nosso espaço!
Beijos em todos vocês!
mudei de blog, quando vc puder, vá lá me fazer uma visitinha.

Roseh disse...

Oi Dinha, obrigado pela visita! Eu também senti sua falta no LV. Com relação ao orkut, eu tenho um perfil mas raramente entro lá, e acho um absurdo deturparem o sentido real e o propósito da internet em geral, se a coisa continuar assim, eu excluo o meu perfil de lá, mas do LV eu não largo não!
Beijinhos

Leticia - PoA disse...

Oi Dinha!
Anda sumida né, mas eu sempre passo por aqui para saber noticias novas!
é por estes e tantos outros motivos que eu que trabalho diretmente ligada a tecnologia ainda não me rendi ao Orkut e creio que não vou me render nunca! A internet é otima mas infelizmente existem pessoas que adoram estragar o que é bom!
Bjs

vanessa disse...

Dinha

Meus grandes amigos e primas que moram longe daqui são meu motivos por não deixar o orkut.Sem o orkut jamais estaria tão próxima deles e isso me faz um bem enorme.Mas eu já te disse uma vez que sou contra comunidades e perfis feitos só pra eles.Eu tb tive recentemente um caso de tentativa de extorsão pelo telefone na minha familia que me deixou de cabelo em pé. Mas mesmo assim eu resisti e ainda estou no Orkut.
bjs

Flávia disse...

Dinha, eu particularmente nunca fui muito ligada no orkut, porque toda pergunta que fiz lá não obteve resposta, ou umazinha no máximo. E ainda por cima tem esse lance de excesso de vírus, clonagem, etc. É bom mesmo a gente sempre ficar com pé atrás, né?
Beijos!

lilian hanna disse...

oi dinha....
olha so ja sou intima....
hahaha
tem essa parte chata mesmo da net...mas tem tanta coisa legal,como o lv,e com o orkut eu tambem reencontrei varias pessoas que foram importantes em alguma situacao na minha vida...beijinhos....

Alessandra disse...

Oi Dinha !
Tambem gosto muito do orkut, apesar de agora não ter tempo de frequentar tanto. Existem algumas coisas que vc pode fazer pra diminuir o risco como apagar seus recados depois de ler e não colocar fotos.
Mas aqui no RJ a coisa anda tão complicada que até colocar dados pessoais no verso do cheque tá dando munição pra bandido.
Beijos
Alessandra

Chris, mãe da Cecília disse...

Oi, Dinha!
Como disse a Alessandra, existem várias medidas que você pode tomar para não cair 'refém' de um doido clonador de perfís.
Eu ainda curto muito o Orkut, fiz várias amizades, reencontrei outras, e sinto não ter mais tempo nem para ele, nem para o LV.
Beijos grandes!!!

LeticiaBúrigoTK-1288 disse...

Oi Dinha, adorei sua visita no meu blog! E fiquei tambem muito feliz com a sua garra em ir fundo no que seu coração manda e encher seus filhos de estimulos,... assim como faço com os meus! Estoui apaixonada pela Educação Condutiva e acredito mesmo que eles tem muita chance se NÓS não descansarmos! Vamos lá! ... Um super abraço e o que precisar é só perguntar! Leticia