quarta-feira, 25 de maio de 2011

O adaptado

Então, oito dias após o início, Caio parece plenamente adaptado à escola.


Fica feliz na hora de ir, chega sorrindo para colegas, profes e funcionários. Segundo a monitora me relata, presta atenção em todas as movimentações e atividades e quer participar de tudo. Já faz lanches e já jantou por duas vezes na escola, aceitando tudo o que ela oferece. Já chegou a ficar quatro horas, sem nenhum problema. Passou pelo primeiro final de semana e recomeçou na segunda-feira sem demonstrar estranhamento com a nova rotina. Segundo avaliação delas (professora + monitora), Caio está superando as melhores expectativas, tanto para uma criança com deficiência, quanto para uma criança que nunca tinha freqüentado uma creche ou escola antes.


A professora e a monitora fizeram uma lista de materiais adaptados, que a diretora já encaminhou para o processo de compra. No início desta semana tive uma entrevista com a nutricionista da Secretaria de Educação, para que ela autorize toda a adaptação na dieta do Caio, criando um cardápio personalizado para ele e para que seu leite e outros alimentos entrem na cesta básica que a Prefeitura entrega mensalmente à escola.


E Caio já apresenta alguns progressos de comportamento, longe da mãe superprotetora aqui... Está tomando água, coisa que eu não conseguia fazer, e está usando o copo ou caneca para beber sucos (comigo era só na colherinha).
Já fez um tema de casa, com ajuda da mamãe, claro, mas ele ficou muito feliz em levar nas suas mãozinhas uma peteca artesanal para a professora...
A mesa de atividades da cadeira tem ficado na escola e ele já brinca com o lápis.


A quarta-feira ainda é um dia difícil, afinal ele faz fisio até o meio-dia. Daí mal dá tempo de chegar em casa, almoçar, fazer a higiene e ir para a escola. Nessas duas quartas, ele chorou e dormiu. Mas é perfeitamente compreensível.


Nos demais dias, já não dorme à tarde e nem quando chega em casa. Vai dormir só à noite, no horário super adequado. Aliás, ajudar a regular o sono era uma das minhas grandes metas com a escola e eu não imaginava que ia acontecer tão fácil...


Agora, a mudança mais gritante, em pouco mais de uma semana de aula, é o bom humor do menino! Caio pode ainda não saber me dizer em palavras o por quê de estar tão bem ou o quanto está alegre. Mas é uma outra criança! Sorri da hora que acorda à hora de dormir.


Eu torço muito para que Caio se desenvolva mais, que aprenda novas coisas... mas o mais importante, parece, já está acontecendo... ele aprendeu a ser feliz todos os dias! E nós, vamos de carona com ele.

4 comentários:

Anônimo disse...

Orgulho de Mothern! Amei as novidades! Essa família é inspiradora!(ADRIANA BARRETO)

Grilinha disse...

Que maravilha ler isto...

Beijinhos

cecisantiago disse...

Ai Dinha, que emoção saber da evolução de Caíto!!! Gente que bom que ele está mais feliz!! Que bom que ele se adaptou! Era mesmo a hora certa, está vendo?!!!!Para os dois!!!E você conseguiu passar toda a segurança que ele precisava! E que escola boa é essa? E o apoio que você está tendo? Ah isso aqui na Bahia......
Beijos com muito alegria (viu que alegria contagia?), Cecília

Babi Szücs disse...

Parabéns para o Caio, para a mamãe, para a escola, professoras e colegas!! Todos são personagens importantes para esta adaptação maravilhosa que ele está tendo! Beijos enormes!!