sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Vale a pena ser honesto?

Quando assistimos muitos relatos de desonestidade, corrupção, descumprimento da lei e pessoas desonestas e corruptas em funções de destaque na sociedade podemos correr o risco de colocar em dúvida a honestidade como valor. Será que vale a pena ser honesto?

Esta dúvida nos assalta a mente principalmente depois de um dia estafante de trabalho. Levantamos cedo, trabalhamos o dia todo, a semana toda, o mês todo. Não temos um salário milionário, nem outra forma de ganho que não seja o fruto do nosso duro trabalho. Ao mesmo tempo vemos que a desonestidade, a corrupção, o descumprimento da lei parecem ser coisas "normais" para outras pessoas e até autoridades. Vale a pena ser honesto?

Nestas horas é preciso pensar ainda mais, raciocinar ainda mais, analisar ainda mais o que é a felicidade e quais são os valores que realmente valem a pena para um ser humano.

Na soceidade moderna o dinheiro, os bens materiais, o status acabaram sendo os principais valores. Para conquistá-los o homem moderno não mede conseqüências. O que vale é ter um carrão, uma bolsa de grife, uma mansão. Os valores morais, éticos, parecem ter sido esquecidos definitivamente.

A pergunta que temos que fazer é se tudo isso tem feito o ser humano mais feliz. Se a violência entre os homens diminuiu. E a resposta parece ser evidente: o homem não é mais feliz quando faz da vida material o seu objetivo maior.

Assim, é hora de repensar nossos valores e voltar a valorizar os valores morais mais elevados de honestidade, ética, respeito ao outro, polidez, humildade, lealdade, paciência, etc. Milhares de anos de filosofia e mesmo as religiões todas provam que são esses valores que realmente tornam o homem verdadeiramente feliz. Portanto, acredite, vale a pena ser honesto.

Pense nisso. Sucesso!

Luiz Marins. Jornalista, antropólogo e consultor empresarial.

4 comentários:

Maira disse...

Vale a pena SIM amiga, nada como deitar a cabeça no travesseiro e dormir bem, sabendo q.sua conciência é leve, q. vc. não prejudicou ninguém e principalmente perceber q. tá conseguindo passar isso pros filhos, perceber nas atitudes deles os reflexos das nossas atitudes.

Val disse...

concordo com a Maira. A gente tem tranquilidade e dorme bem. Outros sequer pregam os olhos de tantas preocupações. O desonesto nunca sabe o dia de amanhã. E eu acredito muito que a vida se encarrega de fazer justiça. bj

LiVi disse...

Não é fácil ser honesto hoje em dia. Por vezes questionamos os valores que os nossos pais nos passaram... Parece que os corruptos são melhor sucedidos que nós... Mas até que ponto? Serão mais felizes? Viverão melhor consigo mesmos? Eu acredito que não pelas suas próprias atitudes... Tal como alguém comentou a vida encarregar-se-á de trazer de volta tudo aquilo que demos aos outros.

Anônimo disse...

Sei lá... talvez viva sem saber... dá raiva falar a verdade e ser penalizado por isso... é porque não existe meia-honestidade, infelizmente... ou se é ou não... e isso é phoda. Desde criança aprendemos que Papai do Céu castiga... Crescemos e nos sentimos castigados do mesmo jeito - só que sendo honestos, falando a verdade, cumprindo com os nossos deveres... às vezes da ódio de ser honesto