sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Nasceu Miguel!

Hoje eu soube que nasceu o Miguel. Um menino lindo, sadio, com quase 3 quilos e incríveis olhos azuis. O nascimento de Miguel pôde reforçar em meu coração a certeza de que a fé realmente tudo pode e o amor sempre vence, como sempre costumo dizer.

A recente mamãe em questão é Camila, uma jovem linda de 25 anos. E a mãe da Camila é uma pessoa especialíssima em minha vida, que soube se tornar uma amada amiga mas, principalmente, o modelo de mãe que desejo ser para meus filhos.

A Camila teve problemas no parto e nasceu cianótica (com a pele em tom azulado devido à falta de oxigenação), já com comprometimento neurológico. Passou a infância tendo fortes crises convulsivas. Sua mãe, minha adorada Kika, me contou o sem-número de vezes em que conduziu à Camila ao hospital segurando sua língua para que ela não asfixiasse durante as crises. Ou das ocasiões em que precisou reanimar a filha com respiração boca-a-boca. Os prognósticos médicos dados à Camila, mais de duas décadas atrás? Que ela teria retardo mental profundo, que não conseguiria se alfabetizar e que jamais teria capacidade de ser “sequer uma empacotadora de supermercado” – mais uma vez palavras brilhantes de um sábio doutor.

O que a mãe da Camila fez? Mandou este médico à m*, com todas as letrinhas! E não aceitou, não se conformou e, principalmente, não acreditou nestes prognósticos. Ela sempre acreditou e se apoiou em duas coisas: em Deus e no amor que tinha por sua pequena Camila.

Para encurtar a história, a Camila parou de ter crises convulsivas no final da infância, aprendeu a ler, tornou-se uma jovem que encanta a todos por sua doçura, gentileza, humildade. Casou-se, faz faculdade de pedagogia e hoje amamenta seu primeiro filho.
É uma mulher realizada e que soube realizar seus pais. A Kika costuma me dizer que ama incondicionalmente os três filhos que têm (e eu posso atestar isso). Mas que é a Camila a que sempre lhe proporcionou mais orgulho. Não pela sua história de superação, o que já seria um motivo mais que justificado pra corujice materna. Mas porque sempre foi a filha mais doce, dedicada, preocupada com seus pais.

No primeiro aniversário do Caio a Camila foi a responsável por um dos momentos mais tocantes. No quadro de fotomensagem dele, onde os convidados deixavam uma dedicatória ela escreveu docemente: “Caio, um vencedor sempre serás. Beijos, Camila”. E na hora de ir embora, veio se despedir de mim com palavras que nunca hei de esquecer. “Obrigada por nos convidar. Amamos muito toda a tua família e quero que acredites sempre que teus dois filhos são grandes bênçãos do Pai Celestial. O pequeno Caio traz em si um grande propósito e ainda vai encher teu coração de muita alegria e orgulho. Eu amo ele, te amo e a todos vocês e estou muito feliz de estar aqui hoje”. Ditas assim, com fluência e carinho, as palavras da mulher que um dia tacharam de deficiente mental permanente.

É, eu sei disto. A fé tudo pode, o amor sempre vence. Kika, Camila, Caio, me ensinam isto todos os dias.
Bem-vindo, Miguel. Um afortunado já és, de nascer de uma pessoa realmente especial, como tua querida mamãe Camila.

12 comentários:

rose disse...

Dinha querida! Que história linda! E eu tenho certeza que a de vocês será tão vitoriosa quanto à de Kika e sua filha, Camila ! A fé tudo pode, mesmo!!!
Beijocas

Claudia disse...

São histórias como a da Camila que me fazem acreditar cada dia mais na superação das pessoas. Todos são capazes, as dificuldades existem, é claro, em maior ou menor grau, mas a fé, o amor, o carinho operam verdadeiros milagres.
Beijos pra vc e pros meninos

Isabella disse...

Ah, Dinha... como sempre estou sem palavras e com os olhos cheios de lágriams. Que coisa linda, que alegria a Camila e o Miguel. Um beijo, viu?

Le PoA disse...

Nossa Dinha que historia impressionante! ë por estas e por outras que a tua fé deve seguri inabalável, e do jeito que o Caio tem dado demonstrações de superação do diagnostico inicial, não tenho duvidas de chegar o dia que vc estará contando da chegado do seu neto filho do Caito, com certeza esse dia vai chegar e antes disso vc vai comemorar muito cada vitoria dele. Eu tb acredito nisso principalmente por saber que o Caio conta com uma mãe maravilhosa e que não desiste nunca, não se entrega. Te admiro muito amiga!

Bárbara (motherns) disse...

Que lindo Dinha!! Seja bem-vindo Miguel! Muita saúde e alegrias na sua vida!
Beijos

Carol disse...

Dinha, que história mais linda. Me emocionei aqui pra valer!
Que vontade de "matar" essas pessoas que saem por ai dando tais diagnósticos...
Enfim, mais uma história que mostra como a fé e a força de vontade movem montanhas!
Bom final de semana. Bjkas

Bianca disse...

Dinha, bem vindo o Miguel, amado, viva a nossa vida, viva o Caio,a Kika, a Camila, o Iuri e todas as pessoas que nos ensinam a sermos melhores a cada dia!!! Já disse que te amo ??? beijos e um ótimo fim de semana!!

greice disse...

Dinha, quer parar de me fazer chorar??? rsrsr`
Parabéns pra Camila, pra mãe dela, pra esse gurizinho que vem alegrar o mundo!!
beijos!!

Val disse...

viu como a gente tem sempre alguém de coração perto da gente?? Coisa boa a Camila né? Deus a iluminou tanto que hj ela foi mais uma vez abençoada!!
Assim como vc! bjs amiga!

Jana disse...

Dinha, sempre venho aqui e me emociono demais .... nunca sei o que escrever, o que realmente dizer, sempre me faltam palavras, e olha que eu sou faladeira .... vc é demais, é nota 1000, Caíto, a Camila, a mãe da Camila ... são pessoas que vieram ao mundo para ensinar nós relez mortais ....
Um bjo enorme no fundo do seu coração .... e saiba que só conhecendo vc e sua família virtualmente amo vcs. incondicionalmente ...

Grilinha disse...

Que momento lindo. E acho que ela tem razão...o seu coração já está cheio de tanto amor à tua volta...sente-se.
E acho que ela tem razão. Os teus filhos dar-te-ão alegrias inimagináveis. Sei que sim.

Um grande beijo emocionado

Andressa disse...

Que o MIguel traga ainda mais luz para iluminar a família linda que possui!
Que história mais linda. Somos mesmo pequenos grãos de areia neste infinito universo.